20 Sep Logo De Bernt Entschev

Conheça as tendências em treinamentos para gestores

autor post De Bernt Entschev
De Bernt

tendencias-e-treinamentos-para-gestores

Liderar uma equipe exige o desenvolvimento de diversas competências. O objetivo é ser produtivo, compreender as questões pessoais e saber motivar e engajar os colaboradores. No entanto, nem sempre é fácil alcançar essa meta. Por isso, os treinamentos para gestores se tornaram cada vez mais comuns.

Esses profissionais têm como responsabilidade coordenar as equipes em busca dos objetivos organizacionais. Para alcançarem essas metas, eles devem passar por capacitações técnicas e comportamentais a fim de saberem lidar com adversidades, melhorar a comunicação e ter mais eficiência.

Como fazer isso? É o que apresentaremos neste post. Aqui, veremos algumas tendências de treinamentos direcionadas a gestores. Vamos lá?

A importância dos treinamentos para gestores

A busca por resultados é o objetivo principal do mundo corporativo. No entanto, é muito comum que as empresas capacitem os colaboradores que atuam na parte operacional e se esqueçam dos tomadores de decisão.

Preparar os gestores é sinônimo de fazer um investimento em sua organização, porque isso permite que ela se desenvolva de forma contínua e eficiente. Esses profissionais devem ser treinados para saberem ultrapassar os desafios que aparecem no dia a dia e para criarem soluções inovadoras.

Ou seja, quando a empresa conta com um profissional de gestão atualizado, aumenta sua vantagem competitiva. Isso porque o gestor entende seu papel no desenvolvimento de novas lideranças e equipes.

Além isso, a companhia alcança outros benefícios, como:

  • melhora na comunicação;
  • aprimoramento dos desempenhos individuais e coletivos;
  • aperfeiçoamento contínuo dos processos;
  • desenvolvimento de meios de acompanhamento;
  • mensuração eficaz de resultados.

Nesse cenário, o RH tem a missão de pensar em formas cada vez mais modernas para atrair, motivar e capacitar líderes e gestores. Cabe à organização verificar a prática mais adequada para que eles se desenvolvam e apresentem os melhores resultados junto a suas equipes. É assim que os investimentos em treinamento apresentarão retornos sólidos.

A dúvida é: quais são as tendências em treinamento? Confira algumas delas:

Aprimoramento da liderança

Você já deve saber que existe diferença entre gestor e líder. O primeiro é um profissional técnico voltado para os resultados e focado em processos e métricas. Já o segundo é alguém que tem mais habilidade em lidar com pessoas. Ele consegue motivá-las, ter uma boa comunicação e resolver conflitos. Portanto, seu foco é o capital humano.

Para que o gestor exerça bem sua função, é importante que ele desenvolva competências de liderança. A ideia é que os colaboradores realizem suas atividades por estarem engajados — não por serem obrigados a isso.

Nesse caso, o gestor com capacidade de liderança tem mais condições de guiar seus funcionários em direção ao resultado, porque ele consegue se comunicar melhor com a equipe e tem a confiança dela.

Devido a esse contexto, o treinamento de liderança tem como objetivo capacitar o gestor para conhecer e trabalhar com as melhores praticas de mercado. Desse modo, ele consegue aprimorar os processos e aumentar a produtividade, gerando os resultados planejados e esperados pela empresa.

Outro benefício é que o gestor de RH consegue auxiliar na elaboração do planejamento estratégico, delimitando o que é viável de acordo com a realidade do capital humano da organização. Além disso, é possível:

  • analisar os problemas e tomar melhores decisões junto à equipe;
  • delegar tarefas considerando o perfil da pessoa que a receberá;
  • desenvolver colaboradores focando em seus pontos fortes;
  • mapear atividades, processos, relacionamentos e conexões entre liderados, equipes e setores;
  • implantar sistemas de reconhecimento para elevar o engajamento das pessoas;
  • assumir os erros e resolvê-los de forma profissional.

Orientação para resultados mensuráveis

Resultado é algo que os gestores entendem bem! Esses profissionais precisam apresentá-los com frequência. Por isso, é importante capacitá-los para que consigam identificar as métricas importantes para seus setores.

No treinamento de orientação para resultados, o objetivo é identificar as métricas mais relevantes. Se o foco do gestor for diferente, ele não alcançará frutos positivos e eficientes, já que sua preocupação estará desviada.

Acompanhamento dos resultados

O treinamento é um processo constante, que vai além de um curso, prova ou workshop. É necessário muito mais que analisar a mudança nos indicadores. Na realidade, é preciso acompanhar o dia a dia e verificar as mudanças que ocorreram.

Confrontar os resultados esperados com os efetivamente realizados é uma forma adequada de passar confiabilidade e apresentar as melhorias geradas pelo treinamento.

Implementação da gamificação

Utilizar mecanismos de jogos para envolver os gestores pode ser uma ótima estratégia. Esse modelo inovador de capacitação oferece maior engajamento, permite fazer simulações de situações reais e incentiva a competitividade.

A partir da gamificação, você pode criar painéis de desempenho e rankings para estimular os gestores, que costumam ser altamente competitivos. Além disso, essa técnica ajuda a tomar decisões, já que o profissional se vê em situações diferenciadas e sob pressão.

Delegação de tarefas

Os gestores devem se esforçar a fim de desenvolver sua liderança. Um aspecto importante para o sucesso é a delegação de tarefas. Ela serve para orientar os líderes a distribuírem tarefas de maneira eficiente.

Assim, os colaboradores têm mais responsabilidade e autonomia para executar determinadas incumbências. Essa característica ajuda em sua evolução e os torna mais produtivos.

Por isso, o treinamento de delegação de tarefas são utilizados para:

  • avaliar o colaborador mais adequado para a realização da tarefa;
  • oferecer autonomia e responsabilidades aos liderados;
  • confiar no seu feeling para tomar decisões;
  • apresentar o que fazer de forma clara e objetiva, evitando dúvidas;
  • definir prazos e métodos de acompanhamento das tarefas delegadas;
  • reconhecer os bons resultados.

Gestão de pessoas

Um bom gerente deve ter know-how técnico em sua área e capacidade de gerenciar times, independentemente do setor de atuação. O treinamento de gestão de pessoas fornece ferramentas que permitem avaliar os perfis dos colaboradores e definir as melhores equipes a serem formadas.

Com isso, haverá melhores condições de colocar a pessoa mais adequada na execução das tarefas, obtendo o melhor resultado possível. Essas avaliações ainda podem ser realizadas em diversos aspectos, como:

  • identificação de perfil profissional: para verificar a carreira com a qual a pessoa tem mais afinidade;
  • reconhecimento de características psicológicas: a fim de identificar traços comportamentais;
  • outros tipos de avaliações realizados por empresas especializadas.

Contudo, você não precisa ficar atrelado apenas a essas ferramentas, já que uma avaliação 360º pode auxiliar os gestores a entenderem como as pessoas percebem a si mesmos, veem seus pares e os gestores da organização.

Efetivação da comunicação

Falando de treinamento para gestores é imprescindível abordar a comunicação, um ponto fundamental para contribuir com o sucesso ou o fracasso de uma gestão. A fim de que essa capacitação seja efetiva, é necessário saber ouvir, falar e agir nos momentos adequados.

É aí que entra a figura do gestor. Para se comunicar bem com sua equipe, ele precisa ouvir seus colaboradores, evitando agir de forma precipitada, o que prejudica o resultado almejado.

Além disso, esse treinamento deve tratar de situações de má comunicação que envolvem gestores, liderados e suas consequências.

E você, gostou de conhecer as tendências de treinamentos para gestores? Quer outras dicas relevantes? Siga as nossas redes sociais: estamos no Facebook e no LinkedIn.


Faça download: Arquivo


Posts Relacionados