13 Sep Logo De Bernt Entschev

10 fatores essenciais para ter um setor de RH estratégico

autor post De Bernt Entschev
De Bernt

fatores-essenciais-para-ter-um-setor-de-rh-estrategico

A área de Recursos humanos já foi muito restrita às atividades burocráticas das empresas, no entanto houve uma evolução e cada dia se faz mais necessário que as organizações contem com um setor de RH estratégico.

Com uma participação ativa nas decisões estratégicas da instituição, o RH coopera na atração e retenção de talentos, na formação de equipes de alta performance, no desenvolvimento dos colaboradores e nas oportunidades de crescimento.

Mesmo que muitas empresas já reconheçam o departamento como uma área estratégica, ainda existem aquelas que não dão a devida importância ao potencial humano da organização e não entendem que um RH efetivo é capaz de identificar os pontos fracos e fortes da gestão e contribuir para o alcance de melhores resultados.

Pensar estrategicamente na gestão de pessoas promove uma conexão mais eficaz entre elas e proporciona colaboradores mais motivados e produtivos, o que resulta em maior lucratividade.

Continue lendo e entenda melhor o papel e os benefícios de um setor de RH estratégico dentro da empresa!

O que é RH estratégico?

O conceito não é novo, pois surgiu no início dos anos 80, a partir de abordagens de Michigan e Harvard.

O RH estratégico pode ser definido como um conjunto de fatores que envolve estrutura, missão e estratégia, de modo que os processos de seleção, avaliação, desenvolvimento e remuneração sejam elaborados estrategicamente.

Também pode-se dizer que o setor de RH é estratégico quando assume o papel de tomador de decisões dentro do planejamento de uma instituição.

Em outras palavras, é quando a área de Recursos humanos fala a língua do negócio, tem seu foco em pessoas, com iniciativas a curto, médio e longo prazo, conseguindo medir e apresentar resultados que contribuem para o bom desempenho desse negócio.

Qual seu papel dentro da empresa?

O principal papel do RH estratégico é fornecer informações relevantes para auxiliar as tomadas de decisões.

Por meio de iniciativas e projetos voltados ao capital humano da organização, seu objetivo é sustentar as principais estratégias da empresa.

O RH estratégico entende os valores e cultura da companhia, sabe quais são as responsabilidades específicas de cada departamento e, especialmente, quais conhecimentos e competências são necessários para o exercício dos cargos e funções.

Também compreende as variáveis que podem interferir na produtividade da equipe e está atualizado sobre novas tecnologias, produtos, serviços e investimentos.

Além disso, conhece o mercado, os fornecedores, os principais concorrentes e os potenciais clientes da empresa.

Com essa bagagem, o setor de RH consegue oferecer aos gestores uma visão mais abrangente e facilitar o planejamento estratégico.

Quais são seus benefícios?

O primeiro importante benefício da atuação de um departamento de RH estratégico é a melhoria dos processos de recrutamento e seleção.

Ao traçar as exigências técnicas e comportamentais para cada cargo, com base nos valores e cultura da organização, a chance de contratações mais acertadas é maior e o resultado é um time engajado e competente.

O RH estratégico também favorece a atração e retenção de talentos, pois suas ações são direcionadas para a criação de uma identidade organizacional que encanta os candidatos e colaboradores.

Além disso, esse RH sabe da importância de investir em políticas atrativas de remuneração, benefícios, progresso profissional e plano de carreira.

Outro benefício é a valorização do indivíduo, promovendo o desenvolvimento e aprimoramento de habilidades dentro das necessidades da empresa.

Por fim, é importante destacar que esse RH também consegue identificar novas lideranças e investe em seu preparo.

Quais fatores são necessários para ter um setor de RH estratégico?

O primeiro passo para adotar um RH estratégico dentro da organização é focar sempre no capital humano. Confira 10 fatores fundamentais para esse processo:

1. Comunicação

Crie um ambiente de proximidade e comunicação aberta, em que a opinião dos funcionários é ouvida e levada em consideração. Cultive um relacionamento transparente dentro da empresa. Muitas organizações têm barreiras internas que prejudicam sua eficiência. Garanta que o processo de comunicação seja fluido, de forma que os gestores comuniquem os objetivos da instituição para que cada membro entenda com clareza seu papel.

2. Desenvolvimento profissional

Estimule os gestores a investir em treinamentos, por meio de palestras, eventos e cursos de aperfeiçoamento. Saiba apontar as métricas e resultados desse tipo de investimento, destacando que retorno trará à organização em curto, médio e longo prazos.

3. Aprendizado

Fuja da zona de conforto, dedique-se ao autodesenvolvimento e ao aprendizado, troque informações com outros profissionais que também atuam na área de Recursos Humanos. Um networking poderoso agrega muito valor!

4. Informação

Conheça o negócio da empresa, suas estratégias e objetivos. Informe-se sobre os processos do cotidiano da instituição, interagindo com os colaboradores de outros setores. Pergunte aos outros sobre seu papel dentro da companhia e entenda como é possível contribuir para um maior desempenho de cada área.

5. Troca

Não seja aquele que apenas pede informações. Dissemine ideias e agregue valor aos outros profissionais. A troca de conhecimento deve ser a base dos relacionamentos organizacionais, por meio de um intercâmbio de informações.

6. Encontros

Faça reuniões, apresente propostas, troque experiências, esteja presente nos encontros dentro da empresa e mostre seu valor para o negócio, com atenção e interesse.

7. Preparação

Prepare-se com antecedência para os encontros e reuniões. Dedique-se a entender antes as questões que serão abordadas e que decisões precisam ser tomadas. Leve informações relevantes e propostas consistentes e não seja somente um ouvinte.

8. Resultados

Saiba estabelecer metas e medir os resultados obtidos para qualquer ação dentro da empresa, de forma que nas tomadas de decisão seja possível priorizar aquelas iniciativas de maior retorno.

9. Atualização

Esteja atualizado sobre novas tecnologias, tendências do mercado e melhores práticas de gestão.

10. Clima organizacional

Faça pesquisas de clima organizacional, pois é uma excelente estratégia de medir os níveis de satisfação de colaboradores e equipes, além de permitir que sejam identificados os pontos fortes da gestão e o que precisa ser aprimorado. Isso deve ser feito por meio de questões que envolvam o cotidiano, a atuação do gestor, o desenvolvimento profissional, o reconhecimento e as expectativas de crescimento.

Gostou do nosso conteúdo? Ficou mais fácil entender a importância de um setor de RH estratégico e como alcançá-lo dentro da empresa? Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião conosco!


Faça download: Arquivo


Posts Relacionados