10 Jan Logo De Bernt Entschev

Como fazer um bom recrutamento e seleção? 7 segredos para te ajudar

autor post De Bernt Entschev
De Bernt

como-fazer-um-bom-recrutamento-e-selecao

Realizar processos seletivos bons e efetivos é um dos maiores desafios atuais para a área de Recursos Humanos. Sabemos que um processo de recrutamento e seleção foi bom quando ele resulta na contratação de um profissional que tem as habilidades desejadas e que se identifica com a cultura da empresa.

Isso contribui para um alto desempenho da equipe, diminui o índice de turnover, gera melhora nos resultados do negócio e consolida o RH como uma área estratégica.

Devido a sua importância, preparamos este artigo completo sobre como fazer recrutamento e seleção a partir de tendências modernas. Confira a seguir 7 segredos para ajudar você a ficar na frente e realizar um processo seletivo de alto valor agregado.

1. Decisões orientadas por dados

O professor da Universidade Estadual de São Francisco, John Sullivan disse que 2017 foi “o ano do algoritmo”. A tendência atual consiste em programas de análises de dados que auxiliam o RH a tomar as melhores decisões estratégicas e possibilita que os recrutadores localizem de forma rápida e fácil os melhores candidatos para determinado cargo.

As análises de dados funcionam a partir de algoritmos que coletam, organizam e avaliam informações com o objetivo de compreender o comportamento dos profissionais. Por meio de decisões orientadas por dados, as empresas podem realizar um mapeamento para prever melhor quais candidatos são mais propensos a ser uma boa contratação e quais não são.

Além das análises serem muito úteis para a contratação, também contribui para o processo de retenção de talentos. Os dados permitem identificar, entre outras informações, o que os trabalhadores mais valorizam e o que mais os motivam, de forma a aumentar o engajamento dessas pessoas. Quando os gestores conhecem tais aspectos é possível atuar de forma a manter os talentos na organização.

2. Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial foi desenvolvida para desempenhar funções de maneira igual ou melhor que os seres humanos. Assim, a IA contribui já nas primeiras etapas do processo de recrutamento e seleção realizando a avaliação dos perfis dos candidatos e escolha de quais profissionais devem chegar a uma etapa crucial.

Uma das maiores vantagens da Inteligência Artificial é que o sistema atualiza automaticamente os registros dos candidatos, dados e números concretos, garantindo a efetividade do processo.

3. Chatbots

Bots é a abreviação da palavra robots em inglês que significa robôs. A forma mais clara de definir o termo chatbots é dizendo que são softwares de respostas automáticas.

Os chatbots têm sido utilizados para automatizar o atendimento dos candidatos em grandes processos seletivos. Os bots automatizam a tarefa de responder dúvidas sobre o processo e a vaga, por exemplo. As respostas fornecidas, além de serem objetivas e personalizadas ao candidato, contam também com as características de uma pessoa gentil e educada.

Com chatbots, os candidatos têm suas demandas satisfeitas e os profissionais do RH otimizam seu tempo, podendo exercer atividades mais estratégicas.

4. Business games

Em aproximação do RH com a área de Tecnologia da Informação, essa inovação utiliza de jogos em processos seletivos. Os games simulam o ambiente empresarial e os candidatos devem resolver situações diversas.

O tipo de jogo pode variar de acordo com as especificidades da vaga. Em cargos de liderança, por exemplo, o jogo pode exigir que os profissionais se comportem como empresários na resolução dos casos e demostrem visão holística.

5. Job description em vídeo

Fazer a job description, também conhecida como descrição de cargos, em vídeo é uma excelente alternativa para atrair talentos. A inovação está na maneira como ela é feita e organizada.

Os candidatos estão muito mais interessados em informações que vão além das descrições técnicas. Apresentar informações mais completas e expor isso em um vídeo contribui para a atração dos candidatos.

6. Employer branding

Uma das principais mudanças que a era da tecnologia e da internet nos trouxe é a troca de poder que antes era majoritariamente do entrevistador, para o entrevistado, ou seja, da organização para o candidato.

Atualmente, um candidato já vai para a entrevista preparado, munido de informações a respeito da organização. Ele já pesquisou sobre a cultura da empresa, sabe como é trabalhar nela, já viu o que os funcionários e ex-colaboradores estão falando acerca dela, entre muitas outras informações.

As pessoas já conhecem quais empresas combinam ou não com o seu perfil — podemos dizer que o candidato escolhe a empresa antes mesmo de ir para a entrevista. Com essa mudança de poder, as organizações precisam pensar em como serão mais atraentes aos profissionais. Assim, surge a necessidade do RH se unir com o Marketing para trabalharem a reputação da companhia como empregadora, ou seja, o employer branding.

Esse é um conceito que trabalha o foco da empresa para construir uma marca empregadora forte e se tornar mais atrativa tanto para o público interno quanto para o público o externo. Ter essa preocupação é certamente um diferencial para o seu negócio.

Devemos pensar que o primeiro passo é atrair o interesse de potenciais candidatos e o processo de recrutamento é o estágio final de uma estratégia de atração bem estruturada.

7. Diferenciais da empresa

Esse segredo está em sintonia com a proposta da employer branding. Atualmente, oferecer diferenciais no ambiente de trabalho é essencial para atrair e reter talentos. Entre os diferenciais mais valorizados podemos citar a flexibilidade no horário de trabalho e o oferecimento de cursos ou ajuda de custos para aperfeiçoamento e especialização dos profissionais.

Oferecer o que os trabalhadores desejam melhora sua experiência com a organização. Além disso, esses diferenciais contribuem para uma maior percepção de suporte organizacional pelos profissionais.

Como já mencionamos, um bom processo de seleção gera resultados positivos na área de RH, com a diminuição do índice de absenteísmo, de turnover, entre outros. Consequentemente, toda a organização é impactada por esses resultados.

Aproveite já as tendências apresentadas nos 7 segredos sobre como fazer recrutamento e seleção e promova o alto desempenho na sua empresa.

Gostou deste artigo sobre recrutamento e seleção? Quer ficar por dentro de outros conteúdos interessantes? Então, siga as nossas redes sociais: estamos no Facebook e no LinkedIn!


Faça download: Arquivo


Posts Relacionados