01 Aug Logo De Bernt Entschev

O lado bom da ambição

autor post De Bernt Entschev
Bernt Entschev

foto

Dizer que alguém é ambicioso frequentemente tem uma conotação negativa. Entende-se como uma pessoa gananciosa, que está disposta a passar por cima dos outros para obter dinheiro, poder ou outro objetivo que vai beneficiar a si própria. Se for excessiva e sem limites, a ambição pode, sim, ser algo ruim. Mas há outro lado que deve ser considerado.

Sem ambição, dificilmente alguém alcança o sucesso. Falo do sentimento de desejar ir além, superar barreiras e limites, alcançar um objetivo, sem que isso envolva prejudicar alguém. Sonhar, almejar, também são formas de ambicionar. É possível usar a ambição de forma positiva, para desenvolver projetos, buscar qualidade de vida para si e para os outros. Não é errado querer algo e construir formas de alcançar isto, desde que esse caminho seja feito com ética.

Quando eu era criança, tinha poucos recursos em casa. Conhecer a mesa farta de amigos com maior poder aquisitivo me deu motivação para trabalhar e conquistar uma condição melhor, não só para mim, mas também para minha família.

A história mostra inúmeros exemplos de que a ambição pode estar a serviço do bem comum. Madre Teresa de Calcutá, por exemplo, queria acabar com pobreza do mundo. Steve Jobs buscava inventar novas formas de comunicação. Zilda Arns desejava erradicar a fome e salvar crianças. Ambição em sua melhor forma.

Nas empresas, é preciso desenvolver formas de avaliação que separem o lado positivo do negativo. Quem só quer “puxar o tapete dos outros” acaba se entregando e compromete o ambiente de trabalho. Quando alguém busca crescimento pessoal e também daqueles que estão à sua volta, aí sim, é um comportamento benéfico.

Seja ambicioso do jeito positivo, mire suas metas e persiga os objetivos. Você só tem a ganhar.


Faça download: Arquivo


Posts Relacionados